TSE começa a julgar Temer hoje - O Cafezinho

O Cafezinho

terça-feira

6

junho 2017

32

COMENTÁRIOS

TSE começa a julgar Temer hoje

Escrito por , Postado em Redação

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Começa hoje, às 19 horas, o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que que pode provocar a queda do presidente Michel Temer, aguardada pela imensa maioria da população brasileira. Ontem, Temer recebeu 84 perguntas da Polícia Federal, com a incumbência de respondê-las até hoje, por escrito.

Entre as perguntas, a PF questionou Temer sobre os motivos que o fizeram receber no Palácio do Jaburu, na noite de 7 de março, o empresário Joesley Batista, da JBS. O próprio Temer chamou Joesley de ‘conhecido falastrão’, em declaração pública. A PF, perguntou “‘qual o motivo, então, para tê-lo (Joesley) recebido em sua residência, em horário não usual, em compromisso extraoficial e sem que o empresário tivesse sido devidamente cadastrado quando ingressou às instalações do Palácio”.

Também ré no julgamento, a ex-presidenta Dilma Rousseff criticou o julgamento ontem, durante o 3º Salão do Livro Político no teatro Tucarena, da PUC, em São Paulo. Dilma lamentou que o processo contra a sua chapa tenha se baseado numa “tentativa de encher o saco”, como disse o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), em conversa grampeada com Joesley Batista.

Abaixo, segue a matéria sobre o julgamento do site do TSE.

Foi antecipada para as 9h de quarta-feira (7) a segunda sessão marcada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) 194358, que pede a cassação da chapa presidencial Dilma Rousseff e Michel Temer, reeleita em 2014, por suposto abuso de poder político e econômico. Antes a sessão extraordinária de quarta-feira ocorreria às 19h. No entanto, a primeira sessão plenária para a retomada do julgamento da Aije está confirmada para esta terça-feira (6), às 19h. Os horários das sessões de quinta-feira também não mudaram.

A mudança do horário da sessão de quarta-feira foi feita pela Presidência do TSE a pedido do corregedor-geral da Justiça Eleitoral e relator da Aije 194358, ministro Herman Benjamin.

Em 16 de maio, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, definiu quatro sessões plenárias exclusivas – nos dias 6, 7 e 8 de junho – para o julgamento da ação. Além das sessões dos dias 6 e 7 de junho, no dia 8 de junho haverá duas sessões, às 9h e às 19h. Das quatro sessões definidas, duas serão extraordinárias (quarta, pela manhã, e quinta-feira à noite).

No dia 4 de abril, antes do início do julgamento do caso, o colegiado do TSE decidiu ouvir outras testemunhas (o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, o publicitário João Santana, Mônica Moura e André Luiz Santana) no processo. Na ocasião, os ministros fixaram também que o prazo para apresentações das alegações finais seria de cinco dias após a oitiva das testemunhas. As medidas foram tomadas em duas questões de ordem analisadas antes do julgamento. A Aije 194358 tramita em conjunto com a Aije 154781, a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) 761 e a Representação (RP) 846.

terça-feira

6

junho 2017

32

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

32 COMENTÁRIOS

    • Marcos
  1. Celso Augusto
    • Valdson