Petroleiros embarcados escrevem manifesto contra o desmonte da Petrobrás - O Cafezinho

O Cafezinho

segunda-feira

23

janeiro 2017

18

COMENTÁRIOS

Petroleiros embarcados escrevem manifesto contra o desmonte da Petrobrás

Escrito por , Postado em Petrobrás, Tadeu Porto

Por Tadeu Porto, colunista do Cafezinho

É muito bacana ver, no meio de uma campanha salarial, uma categoria mobilizada em torno de objetivos e lutas muito maiores do que as meras questões corporativas.

Os petroleiros e petroleiras da Plataforma Cherne-1, na Bacia de Campos, escreveram um lindo manifesto contra o desmonte da empresa convocando toda a categoria petroleira para a disputa que se desenha nesses tempos sombrios do golpismo: defender a Petrobrás e a soberania nacional contra a rapinagem neoliberal e imperialista que deseja nosso petróleo a todo custo.

Parabéns aos companheiros e companheiras por essa luta tão importante!

Confira o manifesto na integra:

Os trabalhadores e trabalhadoras embarcados na plataforma marítima de Cherne-1, cientes das duas responsabilidades com a Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras), vem através deste manifesto alertar toda a categoria petroleira, sobre o momento de ataques internos e externos, que vem sofrendo a companhia. Queremos lembrar aos demais companheiros que trabalhar nesta empresa, vai muito além da defesa da soberania do país, e com a defesa dos recursos naturais e energéticos do Brasil.

Cientes desta responsabilidade, convidamos a todos os trabalhadores e trabalhadoras do sistema Petrobras, independente do cargo ou função que exerçam nesta companhia, a se manifestarem na defesa desta patrimônio, que é do povo brasileiro, posicionando-se contra a dilapidação da Petrobras.

Entendemos que a venda dos ativos da empresa é um crime de lesa pátria, e que os interesses por trás das vendas destes ativos, não são os mesmos, nem dos trabalhadores e trabalhadoras desta empresa, nem da classe trabalhadora e nem do povo brasileiro.

Solicitamos ao Sindipetro-NF, que publique no seu site este manifesto, para que o maior número possível de petroleiros tome ciência da sua responsabilidade diante deste desafio.

Tadeu Porto é diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense

segunda-feira

23

janeiro 2017

18

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 COMENTÁRIOS

  1. Anônimo
  2. Coxinha Liberal
      • Fonseca
      • Anônimo
      • Anônimo
  3. Rodrigo
  4. José
  5. Alexandre cunha silva
  6. Mirtes
  7. Emerson de Morais