Os contratos da FURP, do governo de SP, com a empresa do doleiro - O Cafezinho

O Cafezinho

quarta-feira

14

maio 2014

1

COMENTÁRIOS

Os contratos da FURP, do governo de SP, com a empresa do doleiro

Escrito por , Postado em Conteúdo Livre

Tenho impressão que essa notícia não receberá destaque no Jornal Nacional.

Enquanto a simples participação da Labogen, do doleiro Alberto Yousseff, num processo inicial para fornecer remédios para o Ministério da Saúde, e que nunca se consumou, ganhou enorme destaque nos noticiários, os contratos reais, já pagos, entre a FURP (Fundação para o Remédio Popular, pertencente ao governo de SP) e a Labogen jamais foram publicizados na imprensa.

São contratos firmados entre 1999 e 2007, em valores superiores a R$ 67 milhões. Não estou fazendo nenhuma acusação. Torço para que a Labogen, do doleiro Alberto Yousseff, tenha fornecido corretamente, a preços justos, remédios à população paulista. Apenas ressalto a diferença no tratamento entre as partes, e a transformação das seções políticas dos jornais em boletins de polícia, empobrecendo o debate sobre políticas públicas.

Abaixo um texto divulgado há pouco pela liderança do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo:

*

Presidente da FURP explicará aos deputados contratos da Labogen com o governo paulista

Os contratos firmados entre o governo do Estado com a FURP – Fundação para o Remédio Popular – e as empresas Labogen e Piroquímica Comercial, operadas pelo “doleiro” Alberto Yousseff, serão focos de questões e análises dos deputados na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa.

A iniciativa é de autoria dos deputados petistas Telma de Souza, Edinho Silva e Gerson Bittencourt e tem como alvo os contratos de 1999 a 2007, em valores superiores a R$ 67 milhões, realizados pelos governos do PSDB em São Paulo.

Na última semana, a Bancada do PT havia protocolado requerimento para que o o governador Geraldo Alckmin e o ex-governador José Serra comparecessem na Comissão de Saúde para prestarem esclarecimentos a cerca desses contratos.

Na reunião de ontem (13/5), os deputados da Comissão de Saúde deliberam uma proposta acordada à vinda do presidente da FURP, Flávio Vormittag, que na ponderação dos deputados da base governista é o responsável pelos contratos firmados e a execução dos mesmos.

A FURP tem o papel na qualificação dos serviços de assistência farmacêuticas do SUS, com a fabricação de medicamentos destinados à saúde pública. A Labogen e a Piroquímica foram citadas em processos do Mistério Público Federal que apuram denúncias de malversação de recursos públicos na compra de medicamentos e insumos.

83250_conteudo

quarta-feira

14

maio 2014

1

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário